Carregando ...

Profecia

Um Deus,
Uma mensagem

Os Profetas e Mensageiros de Deus, no Alcorão Sagrado

O Islam reconhece a todos os Profetas e Mensageiros que Deus enviou antes de Muhammad para guiar a humanidade. Deus os enviou para proteger as pessoas da perdição, para ensinar-lhes os bons modos e instrui-las sobre o objetivo desta vida. Todos eles confrmaram a mensagem do “monoteísmo”, que consiste em crer em um Deus Único. Ele (Allah) criou a todos os seres e concedeu Sua misericórdia a todos eles. Somente Ele possui os atributos da perfeição e não divide Sua Majestade nem Sua Divindade com ninguém. O Alcorão Sagrado menciona o nome de 25 Profetas e Mensageiros e detalha a história de alguns deles. Por exemplo, Adão foi mencionado 25 vezes, Noé foi mencionado 43 vezes, Abraão foi mencionado 69 vezes, Moisés foi mencionado 136 vezes e Jesus foi mencionado 25 vezes.

O Profeta Muhammad disse: "O meu exemplo e o exemplo dos Profetas antes de mim é como o exemplo de um homem que construiu uma casa, embelezou-a e a acabou exceto o espaço de um bloco num de seus cantos. As pessoas rodavam em torno da casa e achavam maravilhosa a construção e diziam: “Pois que seja colocado aqui um bloco”. Eu sou o bloco e eu sou o último dos Profetas". (Narrado por Al Bukhari 4.734, 4.735)
Verily We sent messengers before you, among them those of whom We have told you (their story), and some of whom We have not told you (their story); and it was not given to any messenger that he should bring a sign (miracle) except by God’s leave (permission) The Quran, 40:78 Say : We have believed in Allah and that which is revealed unto us and that which was revealed unto Abraham, and Ishmael, and Isaac, and Jacob and the tribes, and that which Moses and Jesus received, and that which the Prophets received from their Lord. We make no distinction between any of them, and unto Him we have surrendered. The Quran, 2:136

history

A Torá, o Evangelho e o Alcorão são as revelações de Deus para a humanidade:  

Crer nos Livros revelados por Deus antes do Alcorão Sagrado é um pilar crucial da Fé islâmica. Os muçulmanos creem que o Alcorão Sagrado não contradiz nenhuma revelação anterior, e é considerado como uma consolidação e uma correção dos desvios e alterações da Verdade que ocorreram ao longo da história

"E depois deles (profetas), enviamos Jesus, flho de Maria, corroborando a Tora que o precedeu; e lhe concedemos o Evangelho, que encerra orientação e luz, corroborante do que foi revelado na Tora e exortação para os tementes." Alcorão Sagrado (05:46) "Em verdade, revelamos-te (ó Muhammad) o Livro corroborante e preservador dos anteriores." Alcorão Sagrado (05:48) "Eis aqueles a quem Allah agraciou, dentre os profetas da descendência de Adão, os que embarcamos com Noé; da descendência de Abraão e de Israel, que encaminhamos e preferimos sobre os outros, os quais, quando lhes são recitados os versículos do Clemente, prostram-se, contritos, em prantos." Alcorão Sagrado (19:58)
 
Prophet Muhammad Jesus Moses Abraham
Approx. Period 570 - 632 CE 1-33 CE around 1400 BC around 1700 BC
Approx. Age 63 33 120 175
history

Muhammad e Abraão

Abraão é considerado o patriarca dos Profetas nas religiões cristã, judia e islâmica porque a maioria dos Profetas conhecidos dele descende. Os muçulmanos creem que o Profeta Muhammad é seu descendente através de seu primeiro flho, Ismael, que foi também o pai de muitas tribos árabes. Em contrapartida, os Profetas dos flhos de Israel, como Jacó, José, Moisés, Davi e Salomão são descendência de seu segundo flho, Isaac. Abraão dedicou toda sua vida e lutou com a fnalidade de ensinar as pessoas o monoteísmo. O Alcorão Sagrado menciona com frequência a Abraão e assinala que depois de haver se esforçado em buscar a verdade e reconhecer a Unicidade de Deus, Abraão deu prova de sua sinceridade, honestidade, agradecimento e obediência a Deus. Foi um dos maiores e memoráveis exemplos de toda a história quanto à total submissão a Deus, inclusive nas adversidades.

"E quem melhor professa a religião do que quem se submete a Allah, é praticante do bem e segue a crença de Abraão, o monoteísta? (O Próprio) Allah elegeu Abraão por fel amigo." Alcorão Sagrado (04:125

Era um homem íntegro que mostrava uma obediência exemplar a Deus. Assim, pois, segundo o Alcorão Sagrado, Deus elegeu Abraão como especial e foi um dos homens retos e eleitos para a Vida Eterna (04:125 e 02:129-130). Deus o orientou à verdadeira religião e fez dele um Imam (líder) e o descreveu como se ele sozinho fosse uma nação (16:120). Abraão é reverenciado pelos muçulmanos como a pessoa que lhes deu seu nome, ele foi o primeiro a chamá-los muçulmanos (as pessoas que creem em um Deus e se submetem a Ele). (Alcorão Sagrado 22:78)

"Abraão jamais foi judeu nem cristão; foi, outrossim, monoteísta, muçulmano, e nunca se contou entre os idólatras." Alcorão Sagrado (03:67)

Nota: A origem do nome de Abraão era Abram ou Avram e, em árabe, se escreve e pronuncia Ibrahim. A igreja católica romana se refere a Abraão como “nosso pai da fé”. A igreja ortodoxa do leste o denomina como “Abraão, o antepassado reto”.

Acredita-se que a primeira casa que serviu de adoração a Deus foi erguida por Adão quando ele desceu à terra. Os muçulmanos creem que a pessoa mais importante que reconstruiu a edifcação e levantou as paredes desta Casa Sagrada, conhecida como ‘Ka´aba’, foi o Profeta Abraão junto com seu flho Ismael. Ele teve a missão de purifcá- la para os que rezam, meditam e se prostram ante Deus. Deus estabeleceu este local em um lugar de adoração e segurança para a humanidade (02:125

history

A súplica de Abraão e Ismael  

"Ó Senhor nosso, permite que nos submetamos a Ti e que surja, da nossa descendência, uma nação submissa à Tua vontade. Ensina-nos os nossos ritos e absolve-nos, pois Tu és o Remissório, o Misericordiosíssimo." Alcorão Sagrado (02:128)

Todos os anos, mais de três milhões de muçulmanos viajam para Makka para fazer a peregrinação (Hajj). Trata-se do quinto pilar do Islam que deve ser cumprido ao menos uma vez na vida pelo muçulmano que tem saúde e condição fnanceira


Muhammad ensinou as pessoas como fazer a peregrinação (Hajj) que consta principalmente de ritos abraâmicos. Ele circundava a Ka´aba, que é um edifício cúbico construído e estabelecido por Abraão como a Casa de Deus. Dão-se sete voltas no sentido anti-horário como ato de submissão a Deus, um movimento que resulta também em harmonia com o movimento dos planetas e inclusive com o dos elétrons.

O Profeta Muhammad rezou atrás do lugar onde rezou e se prostrou Abraão ante Deus. Atualmente este lugar recebe o nome de “Maqam Ibrahim” (Estância de Abraão), um local que tem sua pegada impressa em um pedaço de rocha. Em continuação, Muhammad caminhou entre os montes Safa

 

 

history

e Marua, o mesmo lugar onde milhares de anos atrás, Hagar o fez com o objetivo de encontrar água, quando o Profeta Abraão a deixou ali como ato de obediência e submissão às ordens de Deus, que queria que este lugar fosse santuário e um lugar de adoração.

A distância entre esses dois montes é de aproximadamente 395m. Este rito de peregrinação denomina-se "Sa’i" (andar a passo ligeiro entre os montes Safa e Marua). Consiste em sete voltas (uma distancia total de 2.76 km) começando em Safa e acabando em Marua. O Sa’i representa o correr do dia a dia, a atividade, as ações, as viagens, os esforços e os atos levados a cabo pelas pessoas ao longo de suas vidas. Ditas ações eboas obras devem ser feitas cumprindo-se as ordens de Deus e com o objetivo de ser algo útil e um valor adicional.

Além de outros ritos do Hajj, Muhammad (a paz esteja com ele) dirigiu-se a um lugar conhecido atualmente como "Jamarat", em um local chamado Mina (8 km a Leste de Meca). Ali atirou pedras recordando o ato de Abraão, que apedrejou a Satanás em forma de um velho que tentava dissuadí-lo de matar a seu flho como sacrifício a Deus. Abraão lhe apedrejou várias vezes. Quando os muçulmanos realizam o mesmo ato, em realidade estão desafando a Satanás e aos seus próprios desejos e tentações, que são encorajados por Satanás.

history

 

Finalmente, como Deus perdoou o sacrifício do flho de Abraão, substituindo-o por um cordeiro, Muhammad ensinou aos muçulmanos a fazer uma oferenda a Deus mediante o sacrifício de um cordeiro, uma cabra, boi ou camelo como símbolo do sacrifício de Abraão e a repartir a carne entre as pessoas.

 

Muhammad ensinou aos muçulmanos a dedicar uma súplica para Abraão e sua família em cada uma das cinco orações diárias obrigatórias. Ademais, Muhammad deu o nome de Abraão a um de seus flhos, que faleceu durante a sua infância.
 
"Dize: Meu Senhor conduziu-me pela senda reta – uma religião inatacável; este é o credo de Abraão, o monoteísta, que jamais se contou entre os idólatras." Alcorão Sagrado (06:161)
 
Acredita-se que Abraão foi enterrado em Hebron (Palestina), um lugar considerado sagrado para judeus, cristãos e muçulmanos. O complexo contém o mausoléu de Abraão chamado "Al Masjid Al Ibrahimi" (A Mesquita de Abraão). Os não muçulmanos o conhecem como “O Túmulo dos Patriarcas”.
 
O edifício é principalmente uma grande mesquita (de planta retangular) com dois minaretes quadrados. Também consta de vários quartos e uma série de túneis subterrâneos. A parte central do edifício contém os mausoléus de Abraão e de Sara. A zona sul (Ohel Yitzhak, em hebreu) contém os mausoléus de Isaac e de Rebeca. A zona norte do edifício contém os mausoléus de Jacó e de Léa. Acreditase frmemente que os restos de Abraão, Isaac, Jacó, Sara, Rebeca e Léa foram enterrados na zona subterrânea do edifício.
history

Muhammad e Moisés

Muhammad respeitava muito o Profeta Moisés e disse que no dia da Ressurreição Moisés estará ao lado do Trono de Deus e apoiado nele. ( Sahih Al-Bukhari, 4/157, 3408. 4/159, 3414)

Quando Muhammad chegou a Medina e encontrou alguns judeus que estavam jejuando no dia de Achurá (o dia em que Deus salvou os flhos de Israel do Faraó do Egito), pediu aos muçulmanos que jejuassem de forma voluntária esse dia, pois Moisés jejuava esse dia como demonstração de agradecimento a Deus (o dia de Achurá é o dia 10 do primeiro mês do calendário lunar)

 

O Alcorão Sagrado mencionou a história de Moisés de forma detalhada e verifcamos que as experiências vividas pelos flhos de Israel e as lições que o muçulmano aprende com estas histórias ocupam aproximadamente um terço do Alcorão. Ademais, o Alcorão Sagrado menciona alguns dos Profetas que foram enviados aos flhos de Israel, como Davi, Salomão, Aarão, Zacarias e João Batista.

O Alcorão Sagrado assinala que Deus falou com Moisés e descreve a Moisés como um dos cinco Mensageiros e Profetas a quem foram confadas duras missões (Ulu Al ´Azm) e dos que Deus obteve um solene compromisso (33:08). Os cinco Mensageiros a quem nos referimos são Noé, Abraão, Moisés, Jesus e Muhammad, que a paz esteja com todos eles

history

Muhammad e Jesus  

Segundo narrações autênticas, o Profeta Muhammad disse:


“Sou o mais próximo de todos do flho de Maria, não houve nenhum Profeta entre ele (Jesus) e eu, e todos os Profetas são irmãos paternos, suas mães são diversas, mas sua religião é uma só ”. (Bukhaari, 3285)

O Alcorão Sagrado descreve a Jesus como a "Palavra de Deus". "As boas novas" de seu nascimento foram transmitidas a Maria. O muçulmano declara que ele é “O Messias, Jesus,

 

Deus o apoiou com o Espírito Santo (Ruh Al Qudus) e o enviou como Mensageiro aos filhos de Israel para guiá-los ao caminho reto e à verdadeira adoração a Deus, Allah, seu Senhor e o Senhor de todos os seres (02:87 e 03:45-49 e 04:171)

 

Nazaré é uma cidade histórica situada na Baixa Galiléia, PALESTINA. Faz-se referência a ela no Evangelho como a morada de Maria e é associada muito estritamente com a infância de Jesus. Segundo a tradição católica apostólica romana, a Anunciação teve lugar na Igreja da Anunciação em Nazaré.

 

O Alcorão Sagrado também descreve Jesus como um personagem ilustre, memorável e destacado neste mundo e no Outro, e um dos mais retos e adoradores a Deus. O Alcorão também esclarece que Deus ensinou a Jesus as Sagradas Escrituras, a sabedoria, a Torá e o Evangelho. O apoiou mediante milagres com os quais curava os cegos e leprosos e fazia ressuscitar os mortos com a permissão e a vontade de Deus (Exaltado seja).

 

Os muçulmanos creem no retorno de Jesus. O Profeta Muhammad deu a boa notícia do retorno de Jesus antes do fm do mundo. Indicou que o Dia da Ressurreição não acontecerá até que Jesus desça dos céus. Jesus voltará para restabelecer a Lei Divina. Lutará contra o falso Messias, irá exterminá-lo, eliminar o mal e agrupará aos que creem em Deus, fazendo-os seguidores da verdadeira crença do monoteísmo. Será um governador justo e trará paz a todo o mundo

 

 

history
Published by

Osoul Center em cooperação com a Australian Science and Research Academy.

Osoul Global Center, 2018 Todos os direitos reservados.