Carregando ...

Mulheres no Islã

Mandamentos de Deus
controlar a poligamia.

Muhammad deu às mulheres seus direitos

Antes da chegada do Islam, as mulheres não gozavam de direitos civis. Os árabes preferiam ter flhos homens, e muitos pais enterravam suas flhas recém nascidas por vergonha.

history

Muhammad viveu grande parte de sua vida casado somente com uma mulher:

Esteve casado com Khadija quase 25 anos e com ela foi pai de quatro meninas e dois meninos, falecendo os homens em idade bem nova. Depois que Khadija faleceu, casou-se com uma pobre mulher idosa, viúva, chamada “Sawda”. Seu marido morreu ao regressar da Abissínia, país para o qual Muhammad mandou vários de seus companheiros em busca de refúgio. Casar-se com Sawda foi uma maneira de ajudá-la. Muhammad já passava dos 50 anos quando se casou com ela e ela inclusive tinha mais idade que ele.

history

Muhammad casou-se com a flha de seu amigo mais próximo, Abu Bakr:

Cerca de três anos depois da morte de Khadija, Muhammad casou-se com Aicha, a flha de seu amigo mais próximo e bom companheiro, Abu Bakr. O matrimônio foi considerado uma honra para Abu Bakr e Aicha

history

Muhammad casou-se com a flha de seu segundo amigo mais próximo, Omar:

Dois anos mais tarde, Hafsa, a flha de seu segundo amigo mais próximo, Ômar, perdeu seu marido na Batalha de Uhud e fcou viúva. Ômar desejava que algum de seus companheiros mais próximos casasse com sua flha, porém, ninguém a pedia em matrimônio. Casar-se com Muhammad foi para Ômar e Hafsa uma honra e um sinal de apoio 

history

Muhammad casou-se com uma viúva muçulmana que era flha de seu inimigo:

Ramla, conhecida com o sobrenome de Umm Habiba. Era flha de um homem muito importante em Meca (Abu Sufan). Ainda que Abu Sufan não acreditasse em Muhammad e lutou contra ele durante 20 anos, sua flha abraçou o Islam. Foi uma das primeiras muçulmanas a emigrar para a Abissínia com seu marido e viveram ali durante quase 15 anos.

history

Muhammad casou-se com Safyia, uma mulher de uma tribo judia:

Bani Al Nadhir era uma das tribos judias que traíram Muhammad e atuaram contra ele. Depois que Muhammad os sitiou na cidade de Khaibar, se renderam. Safyia, a flha do líder, estava entre os que foram capturados. Muhammad a libertou e lhe propôs matrimônio. Safyia aceitou e se casaram. Muhammad demonstrou desta maneira a todo mundo que não tinha nada contra a comunidade judaica, porém, sim contra os agressores, a quem independentemente de sua raça ou credo, teria que colocá-los em seu devido lugar. Em várias ocasiões, inclusive depois da morte de Muhammad, Safyia descreveu-o como um marido justo e carinhoso

history

Maryia, a copta

Neste mesmo ano, Muhammad enviou um mensageiro ao governador do Egito que era cristão, pedindo-lhe que aceitasse a mensagem do Islam. O governador do Egito respondeu pedindo amavelmente que desculpasse e mandou então alguns presentes como um médico e uma servente de nome Maryia. Muhammad aceitou os presentes do governador do Egito. Desposou Maryia que mais tarde deu á luz um bebê chamado Ibrahim. Ibrahim morreu ainda muito pequeno e o Muhammad se entristeceu muito por sua morte. 

history

Muhammad transmitiu as ordens de Deus para controlar a poligamia:

O Islam não proibiu a poligamia, porém, a limitou-a e a regularizou. No Islam, não é obrigatório desposar mais de uma mulher, porém, está permitido por causas excepcionais, como por exemplo, se a mulher não for fértil, tenha uma enfermidade crônica, ou ainda defciente, ou por qualquer outra razão deste tipo. Um homem pode casar-se com uma segunda mulher se puder demonstrar total respeito, justiça e imparcialidade. O versículo 3 do capítulo 4 do Sagrado Alcorão diz: “... podereis desposar d u a s , três ou quatro das que vos aprouver, entre as mulheres. Mas, se temerdes não poder ser equitativos para com elas, casai, então, com uma só...”,

Antes desta revelação, os homens tinham muitas mulheres sem limites nem condições.

history

LIMITES DO PROFETA MUHAMMAD: 

 

O Profeta Muhammad estava casado com mais de 4 mulheres antes desta revelação. Ser esposa do Mensageiro de Deus era uma grande honra para elas, além do mais eram consideradas como as mães dos crentes. Deus revelou no Sagrado Alcorão que as mulheres de Muhammad eram leais, e que nenhuma mulher mais podia casar-se a partir daquele momento com o Profeta Muhammad, ainda que repudiasse uma de suas mulheres

history

Limites para as esposas do Profeta Muhammad:

Permaneceu proibido que os muçulmanos casassem (após a morte do Profeta Muhammad) com alguma de suas esposas, por serem consideradas como suas mães. No Sagrado Alcorão, Deus descreveu as mulheres do Profeta como mulheres sem igual (deveriam ser consideradas por outros muçulmanos como mulheres exemplares e como as mães dos crentes) e advertiu que se alguma das mulheres do Profeta cometesse visivelmente uma ação pecaminosa, o castigo seria dobrado para ela. Porém, se uma das mulheres do Profeta fosse devota na obediência a Deus e Seu Mensageiro e levasse a cabo ações corretas, também seria recompensada em dobro.


As mulheres de Muhammad eram livres para escolher: Deus ordenou a Muhammad que desse às suas mulheres duas opções: deixá-las partir (divorciar-se) se desejassem a vida mundana e seus ornamentos; ou continuar sendo esposas do Profeta consagrando totalmente suas vidas à causa do Islam (Alcorão Sagrado 33:28-29).

Todas elas escolheram a segunda opção, todas escolheram ter a honra de permanecer casadas com o Profeta Muhammad. Depois de sua morte, nenhuma delas casou-se novamente.

history
Published by

Osoul Center em cooperação com a Australian Science and Research Academy.

Osoul Global Center, 2018 Todos os direitos reservados.